blog.

O que é nicho de mercado e qual sua importância nas estratégias de Marketing digital e vendas

Postado por Martinez Comunicação  |  25/08/2020

Nichos de mercados são subconjuntos de um mercado maior, com suas necessidades ou preferências particulares. Trata-se de uma parcela do mercado que é pouco ou nada atendida. Ao identificar esses grupos com necessidades específicas não atendidas é possível criar um conteúdo, serviço ou produto que os atenda diretamente, gerando, assim, uma excelente oportunidade de negócio!

Nesse texto você vai conhecer 5 passos de como identificar nichos e garantir o sucesso nas suas estratégias de marketing e vendas. Tá preparado? Fica com a gente ;)

 

Antes de tudo, precisamos entender a real importância da definição de nichos e para que e quem ela realmente serve.

 

1. Para que e para quem serve a definição do nicho de atuação?

Se você quer empreender, você precisa, antes de tudo, saber em qual mercado você vai trabalhar. O que você vai vender? Para quem? De que forma? Além de responder todas essas perguntas, é necessário se perguntar também qual é o seu diferencial? Por que as pessoas comprariam de você e não do concorrente?

São inúmeras perguntas a se responder, por isso, a criação de um negócio não é nada simples, principalmente no atual cenário, onde temos mercado saturados, afinal, hoje em dia quase todo mundo oferta algum produto ou serviço, principalmente online. Por isso, se você quer se destacar, é essencial que vá além e que descubra não só o seu mercado, mas o seu nicho de atuação.

Por exemplo, uma das áreas mais em alta na internet é moda. Existem diversos perfis que produzem conteúdo sobre moda ou vendem itens de moda. Por isso, este é um mercado extremamente amplo e se você for querer atender a todo esse público, o desafio será, sem dúvidas, mais difícil, afinal, a concorrência é imensa e você terá dificuldades em falar sobre tudo que engloba essa área.

Agora se você cria um nicho de “moda masculina ou “moda sustentável” que é outro assunto que está bastante em pauta, as chances de você obter sucesso é bem maior, já que a concorrência nesses nichos é menor, dessa forma, você pode estudar o mercado, descobrir o que as pessoas procuram sobre isso e ninguém ainda respondeu (o que não é tão difícil nesses casos) e criar um conceito de um produto baseado nessas respostas. Assim, você se destaca frente aos concorrentes e tem mais chances de obter um público fidelizado (que confia em você e na sua marca e permanecerá seu cliente por bastante tempo).

Mas não é só para empreendedores que a definição de nichos é importante. Se você é um produtor de conteúdo ou influenciador digital, também é fundamental que você conheça seu nicho e trabalhe de forma exclusiva a ele.

Como já dissemos inúmeras vezes, todo mundo que produz conteúdo na internet precisa: 1 - conhecer a sua persona; 2 - entender quais os desejos e problemas dela; 3 – entregar um conteúdo que atenda a esses desejos e resolva esses problemas. Dessa forma, quando você identifica não só um mercado, mas um nicho que possui desejos e problemas que poucos ou ninguém consegue resolver, as chances de você agradar esse público tornam-se muito maiores.

Vejamos no mercado de marketing digital, por exemplo, que é um mercado extremamente amplo. Existem diversas agências de comunicação, freelancers, produtores de conteúdo e digital influencers que produzem conteúdo de marketing, diariamente, nas redes sociais. Logo, a quantidade de perfis que atendem aos desejos e resolvem os problemas da persona, é imensa.

Agora, quando identificamos um nicho dentro do marketing digital, como, por exemplo “estratégias de marketing para redes sociais”, apesar de ser um nicho amplo, essa já é uma segmentação do mercado geral de marketing digital e as pessoas que procuram esse tipo de conteúdo diminui em relação a quantidade de pessoas que pesquisam sobre marketing digital, em geral, e, a quantidade de perfis que atendem as necessidades desse público em específico, também é menor do que a quantidade de contas relacionadas a marketing como um todo.

Logo, ao definirmos nosso nicho ou sub-mercado, fica mais fácil entregarmos um conteúdo que satisfaça totalmente o nosso público.


2. Quais as principais vantagens de definir nosso nicho?

Se ainda não ficou claro a real importância de definir seu nicho de atuação, aqui vão as 3 principais vantagens:

 

a) Estratégias de marketing efetivas

Quanto mais você segmenta o seu público, mais fácil fica a forma de se comunicar com ele e, consequentemente, mais efetivo se torna o seu plano de marketing.

Pense como seria difícil criar estratégias de marketing com objetivo de vender ideias ou produtos de moda em geral? Agora se você trabalha com moda sustentável para mulheres 40+, fica bem mais fácil identificar que tipo de conteúdo postar, qual linguagem utilizar, que tipo de roupa oferecer e etc.

 

b) Menor número de concorrentes

Quando identificamos um sub-mercado, trabalhamos para um público específico e menor, logo, sua concorrência também será menor. Pense na quantidade de pessoas que falam sobre moda na internet? Agora pense na quantidade de pessoas que falam sobre moda sustentável. Com certeza esse número é menor, o que facilita a visibilidade do seu negócio e pode te garantir uma audiência maior.

 

c) Maior lucro

Quanto mais nichado for o seu mercado, maior será o valor do seu produto ou serviço. Pense, se você trabalha com algo que quase ninguém sabe, ninguém fala sobre e ninguém vende esse produto, você poderá cobrar um valor mais caro por ele (lei da oferta e demanda), dessa forma, você pode obter um lucro maior.

 

Agora que você já entendeu a importância de definir o nicho de mercado, vamos conhecer mais sobre ele!

 

3. Os 4 tipos de segmentação de mercado

Um mercado pode ser segmentado de quatro formas: geográfica, demográfica, comportamental e psicográfica. Entender cada uma delas é fundamental para definir o seu nicho.

 

a) Geográfica

A segmentação geográfica divide o mercado por espaço como, continente, pais, estado, região, cidade, etc.

Ao produzir conteúdo ou criar um negócio, você precisa saber para quais regiões você vai trabalhar. No caso de empresas físicas, essa segmentação, na maioria das vezes, se limita a um bairro ou cidade, por exemplo. Já os negócios digitais possuem uma atuação mais ampla e, muitas vezes, trabalham para o público nacional ou até mundial.

Definir em qual espaço geográfico você irá trabalhar é importantíssimo para fazer estratégias de divulgação efetivas e diferenciar o seu negócio.

 

b) Demográfica

A segmentação demográfica leva em consideração aspectos populacionais do mercado consumidor, como: faixa etária, gênero, renda, ocupação, raça, geração, nacionalidade, classe social, escolaridade, entre outros.

Fazer esse tipo de segmentação é importante para definir a linguagem com que você irá se comunicar com o seu público e de que forma irá de se comunicar, ajudando até na definição do preço do seu serviço/produto.

 

c) Comportamental

Já a segmentação comportamental, como o próprio nome diz, é baseada nos comportamentos do consumidor, como, por exemplo: o que eles procuram, o que precisam, o que conhecem, o que consomem, em que quantidade consomem, com que frequência, etc.

Saber esse tipo de informação é crucial para conhecer a fundo a sua persona e entregar um conteúdo, serviço ou produto que o satisfaça totalmente, aumentando, assim, as chances de obter sucesso no mercado.

 

d) Psicográfica

Por fim, a segmentação psicográfica considera aspectos como a personalidade, estilo de vida e valores do grupo consumidor, tais como o apego a causas ambientais, posicionamentos políticos, gostos e características pessoais em geral.

Essas características, apesar de gerarem bastantes discussões e polêmicas entre marcas, são importantes para criar um relacionamento verdadeiro entre empresa e público. Por exemplo, se você descobre que a maioria do seu público defende causas ambientais e começa a implantar na sua empresa ações desse cunho, as chances dos seus potenciais clientes se identificarem com seu negócio são bem maiores. Mas claro, esses valores PRECISAM ser verdadeiros e fazer parte da empresa, de fato. Não saia por aí se posicionando apenas nas redes sociais achando que terá resultados.

Politicas como essas devem ser empregadas com cautela e com normas que comprovem, realmente, o posicionamento da empresa e, obviamente, você deverá fazer ações com frequência para mostrar esse posicionamento. Portanto, jamais siga uma cultura apenas para obter clientes. Faça aquilo que realmente tenha a ver com você e sua marca.

 

4. Como descobrir meu nicho?

Agora que já descobrimos a importância de definir o nicho na criação de conteúdo ou na abertura de um negócio, e já vimos os 4 tipos de segmentação, vamos para a prática: como descobrir, de fato, o meu nicho?


a) Reúna os seus conhecimentos com o que você gosta

Obviamente quando vamos abrir um negócio ou produzir conteúdo sobre determinado assunto, precisamos escolher um tema que gostamos, que temos afinidade e, mais do que isso, que dominamos! Não basta escolher um assunto só porque ele está em alta na internet, se você não sabe nada sobre aquilo. A menos que você esteja disposto a começar do zero a estudar sobre algum mercado.

Agora se você já possui um assunto que você gosta e domina, já é possível definir o seu mercado, por exemplo: vida fitness, comunicação, empreendedorismo, etc.

 

b) Identifique demandas

Depois de identificar em qual mercado você pretende trabalhar, é hora de definir as maiores demandas dentro desse mercado.

Por exemplo, se você decide que irá atuar no mercado de marketing digital, existe um leque de assuntos e serviços para oferecer nessa área. Por isso, é importante pesquisar quais os temais mais buscados pelas pessoas dentro desse mercado, por exemplo: técnicas de SEO, marketing de conteúdo, tráfego pago, como vender online, etc.

Ao identificar quais os maiores problemas da sua audiência, é possível segmentar o seu mercado e criar um negócio que atende especificamente um nicho determinado, obtendo assim, mais chances de sucesso.

 

c) Analise a concorrência

Analisar a concorrência é outro fator fundamental para desenvolver um negócio de sucesso. Pense: quanto menor for a concorrência, maior será suas chances de se destacar.

Por isso, o mais recomendável é que você busque um tema que muitas pessoas procuram e poucos profissionais ofertam. Dessa forma, você já entra no mercado sendo um diferencial, disposto a ajudar a sua persona com aquilo que ela mais precisa e ninguém consegue oferecer.

Agora, se houver concorrência, apresente algo que o destaque frente aos demais. Por exemplo, profissionais de educação física que trabalham com emagrecimento de mulheres existem vários, agora profissionais que trabalham com exercícios curtos que geram resultados de emagrecimento em até 1 mês, haverá poucos.

 

Essas são as principais dicas para você que quer abrir um negócio ou começar a produzir conteúdo na internet. Antes de fazer qualquer uma dessas ações, é necessário muito estudo e planejamento, por isso, seria impossível listar aqui tudo que você precisa fazer para encontrar o nicho ideal. Entretanto, esses são os principais passos que, se forem dados da maneira correta, irão te auxiliar bastante nesse processo.

No insta da Martinez você confere um carrossel com #DICABÔNUS de 6 ferramentas gratuitas que mostram os assuntos mais pesquisados pela sua audiência, auxiliando na descoberta do seu nicho. Confira!

 

posts recentes.
Como alcançar maior sucesso com o Marketing?
31/05/2021
O que é Marketing?
07/05/2021
Ação de Dia das Mulheres | Califórnia Pizzaria
25/03/2021
Marketing Médico: Paula Speranzini, CEO do Grupo Speranzini, é a entrevistada da semana
19/03/2021
Como o Marketing leva clientes para a Laundry, o app de lavanderia de Ribeirão Preto
05/03/2021
por período.
AV ITATIAIA, 662 - RIBEIRÃO PRETO-SP | (16) 98110-8972 | (16) 3237-6797