Projeto social mobiliza crianças e adolescentes em Lins


Não basta ser bom de bola, no “Bola Bacana”os alunos precisam ter bons resultados na escola também. O projeto atende 200 crianças e adolescentes da rede pública de ensino, na EMEF Décia Lourdes Machado e no Centro Social Urbano (CSU), em Lins, e exige boas notas, freqüência e comportamento dos jovens.

Com aulas gratuitas de futebol, handebol, vôlei e basquete, o “Bola Bacana” procura alinhar a prática esportiva com a escolar. Iniciada pela Associação de Arte, Cultura e Esporte (AACE), a entidade possui uma equipe de psicólogos, coordenadores e assistentes sociais que realizam o acompanhamento escolar juntamente com diretores e professores das escolas.

“Claro que a prática esportiva especializada é importante, mas mais do que isso mostrar aos alunos a importância do processo educativo e como isso influenciará positivamente no seu futuro é fundamental”, comenta Evandro Silveira, coordenador técnico do “Bola Bacana”.

Entre os objetivos do projeto, está a execução de trabalhos que estimulem: cooperação, solidariedade e respeito. Praticar esportes coletivos, segundo os coordenadores técnicos, exige do aluno o trabalho em equipe, fazendo com que ele saiba a importância da atividade em grupo e do respeito com os outros integrantes.

Em Lins, as aulas são realizadas de segunda a quinta-feira, das 8h30 às 10h30 e também das 14h30 às 17h40, na EMEF Decia Lourdes Machado e no Centro Social Urbano (CSU).