Projeto ensina arte do grafite para crianças dentro da sala de aula

Projeto ensina arte do grafite para crianças dentro da sala de aula
É dentro das salas de aula que o Graffito ensina a arte do grafite para seus alunos em Campinas. As atividades práticas e teóricas são realizadas duas vezes por semana no Núcleo de Ação Social (NAS).

A professora Cristiane Maria, conhecida como Cris pelas crianças, é formada em Artes Visuais e Design de moda. Ela é responsável por compartilhar toda experiência e técnica com os alunos. Para Cris, a dinâmica feita entre os integrantes do projeto é fundamental para o conhecimento dos mais variados tipos de arte.

“As aulas são super didáticas, visando o conhecimento da arte como um todo. O ensino do grafite dentro da sala de aula, seja em escolas ou projetos sociais, tem como objetivo estimular o conhecimento de vários segmentos artísticos e educacionais”, afirma a professora.

Um dos grandes objetivos do “Graffito II”, é mostrar para os alunos a importância da arte dentro do contexto social. A coordenadora da Associação Pró-Esporte e Cultura (APEC), Lívia Mariussi, ressalta a metodologia de ensino adotada pelo projeto. 

“Por meio da arte, queremos que as crianças e adolescentes do nosso projeto desenvolvam sua criatividade, aumentem sua sensibilidade através da capacidade de observação e percepção das realidades e que possam acima de tudo expressar suas emoções. Além disso, utilizamos a arte como ferramenta de transformação social, utilizando nossa metodologia educacional que visa trabalhar o respeito, a cooperação e solidariedade e acompanha o na escola aluno pela frequência e notas”, afirma a coordenadora.

Nas aulas, além de aprender a pintar muros e novas métodos de desenho, as crianças também aprendem sobre teoria das cores, geometria, matemática, física, química e inglês. 

Atualmente, os alunos estão na terceira aula, conhecendo figuras geométricas e conversando com os professores sobre a história do grafite.  

O “Graffito II” teve o patrocínio da empresa Algar, por meio da renúncia fiscal do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) garantido pelo Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo (ProAC-ICMS).